quinta-feira, 4 de agosto de 2016

AS TRAVESSURAS DAS 5 ESTRELINHAS DE ANDRÔMEDA



Esta é a história de cinco estrelinhas da galáxia de Andrômeda, que resolveram sair de seus lugares no espaço para conhecer o planeta Terra.
Curiosa, Medrosa, Vaidosa, Geninho e Sensato

Cada estrelinha tem sua cor e personalidade diferente:
Curiosa
        - Sou a estrelinha de cor azul.
- Chamam-me de Curiosa porque sou bem ligada, quero ver e escutar tudo ao mesmo tempo.
Medrosa
        - Sou a estrelinha de cor vermelha. Chamam-me de Medrosa, porque tenho medo de tudo, até do escuro.
Vaidosa
        - Eu sou a estrela de cor amarela, me chamam de Vaidosa, porque fico diante do espelho durante uma hora me penteando.
        “Sou tão linda!” – murmura.
Geninho
        - Sou a estrela de cor verde. Chamam-me de Intelectual, porque sempre estou estudando.
Sensato
        - Sou a estrela de cor cinza, me chamam de Sensato porque penso antes de fazer qualquer coisa. Quando o céu está nublado, levo sempre um guarda-chuva.

AS ESTRELINHAS
        Era uma vez bem de noitinha, o céu brilhava, cheio de estrelas. No meio dessas havia cinco estrelinhas jovens conversando animadamente.
        Conversa vai, conversa vem, uma das estrelinhas disse suspirando.
Curiosa:
        - Vejam como é lindo o planetinha Terra. É todo azul! – disse a estrelinha.
Sensato:
        - É linda mesmo! Retrucou a outra estrelinha cinza.
Curiosa:
        - Não me canso de olhar, gostaria tanto de ir até lá, murmurou a estrelinha azul.
Vaidosa:
        - Será que de perto ela é bonita?
Curiosa:
        - Eu acho ela simplesmente incrível!!!... Que tal se déssemos um pulinho até lá.
Medrosa:
        - Lá é muito longe... eu tenho medo de sair daqui, oras!
Curiosa:
        - Para mim pouco importa se é longe ou perto. Não quero ficar aqui só olhando... olhando... já estou entediada.
Geninho:
        - Pois acho uma ótima ideia, assim vou ampliar meus conhecimentos.
Vaidosa:
        - Quer saber de uma coisa? Estou mais interessada nos anéis brilhantes do planeta Saturno.
Curiosa:
        - Bom, se vocês não forem, eu vou sozinha. Sou destemida.
Medrosa:
        - Epa!!!... Você perdeu o juízo? Exclamou a estrelinha vermelha indignada.
Curiosa:
        - Exatamente, perdi o juízo.
Medrosa:
        - Isto já é demais... sua curiosidade é tanto assim? Não há argumento algum capaz de te convencer e mudar de ideia?
Curiosa:
        - Huuuum! Só em sonho.
Geninho:
        - Já que você vai de qualquer maneira, eu também vou. Preciso aprender coisas novas.
Vaidosa:
        - Só penso nos anéis do planeta Saturno, com certeza um vai caber no meu dedo.
Curiosa:
        - Não preciso mais me explicar tintim por tintim que o azul do planetinha terra me fascina.
Sensato:
        - Deixa para depois essas divergências, tudo tem seu lado bom e seu lado ruim.
Geninho:
        - Para acabar com as dúvidas das estrelinhas Curiosa e Vaidosa, sugiro primeiro explicar onde estamos e para aonde vamos.
Sensato:
        - Que legal!!!
- Isso vai acabar com as nossas dúvidas.
O UNIVERSO



Geninho:
        - Em primeiro lugar vamos começar pelo Universo.
        - O Universo é imenso, e impressionante. É tudo o que está em nossa volta. Todos os planetas, cometas, satélites naturais e todas as estrelas e galáxias que existem no espaço.
Sensato:
        - Parece um quebra-cabeça esse Universo.
Geninho:
        - Realmente parece um quebra-cabeça. Esses astros podem ser luminosos quando possuem luz própria, são as estrelas, ou iluminados quando não tem luz própria, são os planetas e satélites.
Vaidosa:
        - Aonde encontrou tanta sabedoria?
Geninho:
        - Estudando, oras! Não fico só vendo séries na TV.
Curiosa:
        - A conversa está muito boa, só que não tenho todo o tempo do mundo.
O SISTEMA SOLAR



Geninho:
        - O que chamamos de sistema solar é o conjunto de corpos celestes formado pelo Sol, pelos oito planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno – e por planetas anões, como Plutão.
Curiosa:
        - Que são galáxias?
Geninho:
        - As galáxias são gigantescos agrupamentos de estrelas. A distância entre uma galáxia e outra é imensa.
Medrosa:
        - A lonjura é grande e nós vamos sair daqui que nem uns doidos?
Curiosa:
        - Sem dúvida, pois sabemos que o planeta azul fica na Via-Láctea.

Vaidosa:
        - Seja lá como for, os anéis brilhantes do planeta Saturno não saem do meu pensamento.
Curiosa:
        - Então, já podemos ir?
Geninho:
        - Ainda não. Temos que esperar a hora certa de sair.
Sensato:
        - Você é muito apressadinha, estrelinha Curiosa. Para não haver nenhum desentendimento, vamos primeiro entender algumas características dos planetas.
PLANETA MERCÚRIO
O planeta dos extremos
Mercúrio, Estrelas, Sol, Sistema Solar
“Mercúrio. O menor planeta do sistema solar é também o mais próximo do Sol. De sua superfície, a visão dessa estrela é quase três vezes maior do que quando vista da Terra. Por ser planeta de transição mais veloz, os gregos chamavam de Hermes, o mensageiro do Olimpo”.
“O menor dos planetas recebe cinco vezes mais luz, calor e outras formas de radiação do que a Terra”.
Geninho:
        - Pra começo de conversa, tudo começou com a história da estrelinha Curiosa. Sobre o planeta Mercúrio, vou dar algumas particularidades.
Medrosa:
        - Huuum!!! Particularidades.
Geninho:
        - Então é pra já. O planeta Mercúrio é o mais próximo do sol e também o menor planeta do sistema solar. Sua superfície é seca e abrupta. De dia é quente demais; e de noite, frio demais.
Curiosa:
        - Estou achando muito interessante.
Geninho:
        - Tem outra coisa, o planeta Mercúrio dá uma volta completa ao Sol em apenas 88 dias e três vezes em torno de si mesmo.
(Isso quer dizer que o ano de Mercúrio equivale a pouco menos de três meses e um dia nesse planeta tem apenas 8 horas).
Medrosa:
        - Credo! Dando tantas voltas assim vou ficar enjoada, mal humorada e estonteada.
PLANETA VÊNUS
O gêmeo da Terra
Venus, Superfície, Quente, Calor
“Vênus. Segundo corpo celeste que mais brilha no crepúsculo terrestre, depois da Lua, Vênus é similar à Terra em dimensão, massa e densidade. Sua atmosfera é carregada de gás carbônico e apresenta efeito estufa permanente, com temperaturas que superam 4000º. C”.
“A rotação de Vênus é bem lenta – o planeta leva 243 dias terrestres para dar uma volta em torno de si mesmo”. (Ou seja, seu dia equivale a quase um ano terrestre)
Geninho:
        - Esse planeta é chamado com frequência de planeta irmão da Terra, já que é similar à Terra em tamanho, massa e densidade.
Curiosa:
        - Continuo achando muito interessante.
Geninho:
        - Esse planeta quando visto lá no céu da terra à noite é o mais brilhante. Também é chamado por lá de Estrela Dalva, Estrela da Manhã ou Vésper, que aparece à tardinha, ao anoitecer, apesar de ser, como sabemos, um planeta.
Vaidosa:
        - Falou em brilhantes... Sem dúvida... é comigo mesmo!
Geninho:
        - Vênus é o segundo planeta do sistema solar em ordem de distância a partir do Sol. Vênus é o planeta mais quente do sistema solar. Tem efeito estufa.

Medrosa:
        - Xiii!!! Esse efeito estufa... cheio de vapor... hum... não está me cheirando bem.
PLANETA TERRA
O planeta água

“Terra. Com temperaturas amenas e ambiente relativamente estável, é o único planeta conhecido a abrigar água líquida, elemento que, juntamente com a presença de oxigênio, foi fundamental para proporcionar o desenvolvimento de formas de vida tal como a conhecemos”.
“Sua estrutura interna pode ser dividida em três grandes camadas, a crosta terrestre, o manto e o núcleo”.

"A Terra possui um satélite natural, a Lua".
Geninho:
        - Agora, vamos falar do planeta Terra, que tanto a estrelinha Curiosa quer conhecer.
Curiosa:
        - Só de falar no planetinha azul, fico emocionada.
Vaidosa:
        - Que exagero!!!
Geninho:
        - A Terra é o terceiro planeta a contar do Sol, é o quinto em tamanho. Tem movimento de rotação, ao redor de seu próprio eixo, e translação, em volta do Sol. Com temperaturas amenas, é o único planeta em que se conhece existência de vida.
Medrosa:
        - Existência de vida? Esses seres vivos devem devorar tudo que veem pela frente. Já estou sentindo um certo desconforto, um certo receio.
Sensato:
        - Vocês não acham que a presença de seres com vida faz da Terra um planeta especial? Devem ser bichinhos famintos!
Curiosa:
        - Hum... além de você ter bom senso, ainda tem bom humor.
PLANETA MARTE
O planeta vermelho

“Marte. Sua cor vermelha sempre foi associada pelos antigos a forças destruidoras, por isso o planeta foi batizado com o nome do deus romano da guerra. Apesar da desoladora e desértica paisagem, os cientistas buscam em Marte indícios de água líquida e vida microscópica”.
“O dia marciano tem particularmente a mesma duração do terrestre. Há indícios de presença de água congelada ou mesmo líquida".

"Marte possui duas luas, Fobos e Deimos".
Geninho:
        - Marte é o quarto planeta a contar do Sol.
- O planeta Marte possui imensos vulcões, crateras, cânions gigantes e ventos responsáveis também por imensas tempestades de areia.
Medrosa:
        - Tô fora! Tempestade de areia, como vou abrir meus olhos, não vou conseguir enxergar nada!
Sensato:
        - Não precisa ficar apreensiva, ainda não decidimos nada.
PLANETA JÚPITER
O gigante

“Maior planeta do sistema solar e o primeiro, a partir do Sol, dos chamados gigantes gasosos, Júpiter teve seu nome inspirado no deus grego Zeus, o deus do Olimpo. Possui um campo magnético muito intenso e apresenta o dia mais curto entre todos, com duração de 9h50”.
“Maior dos planetas é um gigante gasoso, com atmosfera de aproximadamente mil quilômetros de altura”.

"Júpiter possui 67 luas, dentre as quais Io, Europa, Ganímedes e Calisto".
Geninho:
        - Fiquem sabendo que o planeta Júpiter é o maior do sistema solar, tem enormes furacões, é misterioso e cheio de surpresas.
Vaidosa:
        - Cheio de surpresas!!! Parece bastante atraente.
Sensato:
        - Não tenha ilusão, furacões enormes... hum... não deve ser nada apropriado ou recomendável esta experiência rodopiante.
Medrosa:
        - Que ideia fixa de sair daqui, um lugar tão seguro! Puxa vida, isto já é insensatez demais.
Geninho:
        - Ainda tem mais neste incrível planeta gigante. Tem uma grande mancha vermelha em sua atmosfera, é provavelmente uma tempestade de ventos, seu tamanho chega a ser duas vezes maior do que a Terra.
PLANETA SATURNO
O senhor dos anéis

“O segundo maior planeta do sistema solar caracteriza-se por seu complexo sistema de anéis, ao mesmo tempo extensos e delgados, formados por rochas, partículas de gelo e poeira cósmica. Na mitologia grega, seu nome correspondia a Cronos, o deus do tempo”.
“É o segundo maior planeta. Seus vistosos anéis são formados por rochas e outras partículas”.

"Saturno possui 62 luas conhecidas, dentre as quais Mimas, Encélado, Tétis, Dione, Reia, Titã e Jápeto".
Geninho:
       
        - Aprofundando o assunto, o planeta Saturno é o segundo maior do sistema solar. Visto de longe, Saturno é lindo, seus anéis simétricos lhe conferem uma aparência toda especial.
Vaidosa:
        - Eu não falei que aqueles anéis devem ser mesmo lindos demais.
Geninho:
        - Esses fantásticos anéis parecem sólidos, são compostos essencialmente por uma mistura de gelo, poeira e material rochoso.
Curiosa:
        - Anéis especiais, devem ser exclusivos.
PLANETA URANO
O gigante gelado

“Descoberto em 1781 por William Herschel, Urano chama a atenção devido sua inclinação de seu eixo de rotação – a maior entre os planetas. A excentricidade orbital faz com que um dos polos fique permanentemente escondido do Sol durante boa parte da translação”.
“Leva 84 anos para completar uma volta ao redor do Sol. A temperatura máxima na superfície é de -190º.C”.

"Urano possui 27 satélites conhecidos, dentre os quais Miranda, Ariel, Umbriel, Titânia e Oberon".
Geninho:
        - O planeta Urano é um gigante gelado, é o terceiro maior do sistema solar.
- O planeta Urano tem anéis como Saturno, embora mais apagados, tênues, são tão escuros que são compostos na maioria por partículas de um pó fino.
Vaidosa:
        - Que pena!!! Queria tanto um anel de verdade para me dar um look moderno.
Geninho:
        - Urano é o planeta mais inclinado do sistema solar, praticamente gira "deitado", e é envolto por nuvens de gases mortíferos e forças gravitacionais colossais.
Medrosa:
        - Cruz-credo... Nuvens de gases mortíferos e também gira deitado. Isso não é nada animador.
Sensato:
        - Não precisa ficar aflita. Vamos pensar em coisas boas. Viu, agora sou otimista!
PLANETA NETUNO
O planeta das tempestades

“O planeta cujo nome corresponde ao deus romano dos oceanos tem a cor azulada devido à abundância de gás metano. Foi descoberto em 1846 pelo trabalho conjunto do inglês John Couch Adams, do francês Urbain Le Verrier e do alemão Johann Gottfried Galle”.
“O último dos gigantes gasosos tem uma pequena esfera sólida em seu centro e uma atmosfera bem densa”.

"Netuno possui 14 luas, dentre os quais Proteu, Nereida e Tritão".
Geninho:
        - O planeta Netuno é o oitavo e o último do sistema solar em ordem de afastamento a partir do Sol.
Vaidosa:
        - Estou com uma certa intuição que nesse planeta tão distante tem algo do meu interesse, é só pesquisar.
Geninho:
        - Detesto decepcionar você estrelinha Vaidosa. O planeta Netuno tem ventos fortíssimos. Sua atmosfera tem as mais altas velocidades de ventos do sistema solar.
Curiosa:
        - Lá se vão os sofisticados anéis.
Medrosa:
        - Pra mim chega!!! Não vou sair daqui.
Sensato:
        - O problema é que é difícil agradar a gregos e troianos.
A DECISÃO
Geninho:
        - Ampliando a teoria, não pensem que esqueci do planeta Plutão.
- Plutão era considerado como um planeta, mas agora ele é chamado de planeta-anão.
“Descoberto em 1930, passou  a ser classificado como planeta-anão a partir de 2006. É o mundo menos conhecido entre todos. A cada 248 anos, durante um período de 20 anos, Plutão torna-se mais próximo do Sol do que Netuno por causa de sua órbita extremamente elíptica”.



“Em 2006, Plutão deixou de ser classificado como planeta devido a seu diminuto tamanho. Agora é planeta-anão”.

"Plutão possui cinco satélites, dentre os quais Caronte".
Geninho:
        - Para os astrônomos, o planeta Plutão agora é “ex-planeta” porque ele não satisfaz mais os critérios de classificação dos planetas definidos pelos cientistas. Agora, então, só são oito planetas.
Sensato:
        - Aonde encontrou tanta sabedoria?
Geninho:
        - Nos livros, estudando oras! Já disse. E aconselho que faça o mesmo.
Sensato:
        - Sem mencionar sua admirável inteligência, na minha opinião deveríamos ir ao planeta Terra. A teoria deve ser comprovada na prática.
Geninho:
        - Obrigado pelo elogio. Por mim tudo bem ir para o planeta Terra, afinal você tem bom senso.
Curiosa:
        - Eu também já cheguei à minha conclusão. Demorou para a gente ir para a Terra.
Sensato:
        - Então está decidido, vamos ao planeta Terra.
Curiosa:
        - Vocês nem imaginam como estou feliz, eu adoro, eu amo aquele azul da Terra. Estou tão emocionada.
Vaidosa:
        - Que exagerada!!!
Medrosa:
        - Às vezes na última hora mudamos de ideia. Vocês não querem pensar melhor?
Sensato:
        - Quatro a um. Ganhamos. Vamos avisar o pessoal.
Geninho:
        - Não é necessário. Voltaremos em seguida. A Terra é pequenininha, bastam alguns minutos para sobrevoá-la todinha.
Sensato:
        - Sendo assim, eu topo. E você estrelinha Medrosa, já se convenceu?
        A estrelinha pensou, pensou, pensou e aceitou.
Medrosa:
        - Eu vou, disse a estrelinha.
Curiosa:
        - Agora já podemos ir, coragem, seus cabeças de ventos, deu para imaginar como vai ser legal esta experiência, vamos sair da rotina, a aventura dá novo sabor à vida.
Vaidosa:
        - No tocante dos acontecimentos... eu concordo.
Sensato:
        - Pela minha lógica e coerência, devemos sair agora que é noite, assim ninguém vai perceber.
Intelectual:
        - Seu raciocínio está correto.
        - Ufa... depois desse trabalho intelectual esta aventura precisa ser revigorante.
        - Pessoal, então... mãos à obra. Usaremos nossa força total, velocidade e precisão.
RUMO AO PLANETA TERRA

        E assim as cinco estrelinhas voaram espaço adentro.
Curiosa:
        - Que fantástico, já estou vendo a Terra cada vez mais pertinho... que emoção.
TERRA À VISTA

Medrosa:
        - Socorro, socorro! Ai, ui... estamos caindo. Vamos bater, tenho pavor de altura.
LEI DA GRAVIDADE



        Todas as estrelinhas caíram com muita força no chão.
Medrosa:
        - Buááá... Não íamos apenas dar uma volta e na mesma hora voltar?
Sensato:
        - Pois é... o que aconteceu, estrelinha intelectual, com sua capacidade de raciocínio?
Geninho:
        - Hum... me esqueci da lei da gravidade. Foi um lapso, um descuido.
Curiosa:
        - Incrível... foi legal esse descuido, mas afinal o que é lei da gravidade?
Geninho:
        - Todas as estrelas e os planetas, incluindo a Terra, possuem gravidade, isto é, uma força que atrai para o centro dos corpos celestes todas as coisas que tem matéria.
Medrosa:
        - Inclusive nós.
Sensato:
        - Comprovamos essa tal lei na prática! E confesso que doeu um pouquinho. Mas o que importa agora é que chegamos bem, sãos e salvos, apesar do meu medo de altura.
Geninho:
        - Vejam! Está começando a clarear o dia.
Curiosa:
        - Inacreditável que estou no planeta Terra!
PLANETA TERRA



Curiosa:
        - Olhem, que esquisito. O que é isto? Que exótico! Será que estou sonhando? – disse esfregando os olhos.
Geninho:
        - Não está não. Pelos meus conhecimentos isto é uma cidade, onde muitas pessoas vivem.
Curiosa:
        - Uma cidade! Onde fica isso?
Geninho:
        - Estou refletindo... Ah, já sei! Fica no Brasil, país da América do Sul. É um país tropical, que desfruta de um clima quente. Esta cidade chama-se São Paulo.
OS HABITANTES DA TERRA


Medrosa:
        - Que barulho é esse?
        Bzzz! Bzzz! Bzzz!
Geninho:
        - Incrível!!! São os habitantes da Terra. Estes são seres humanos.
Sensato:
        - Ha! Ha! Ha! que engraçados que eles são.
Geninho:
        - O que você está achando de tão engraçado?
Sensato:
        - Ha! Ha! Ha! Que doidos! Uns andam para cá; outros para lá.
Geninho:
        - Até que eles são bem organizadinhos, alguns atravessam na faixa de pedestres. Espertos!
Medrosa:
        - Para mim eles estão armando alguma emboscada.
O GAROTO
Geninho:
        - Olha o que estou vendo: Um garoto!!!
Medrosa:
        - Hummm! Vamos fugir dele... Ele pode ser perigoso. Será que ele morde?
Sensato:
        - Espere... temos que ter calma; é apenas uma criança.
Geninho:
        - Vamos falar com ele?
Geninho:
        - Falar com ele? Tá doido?!
Sensato:
        - Por acaso tem outra sugestão?
Geninho:
        - O jeito é falar com ele. Aqui no planeta Terra, para os seres humanos, a linguagem é fundamental.
Curiosa:
        - Eu falo, pode deixar.

Tomando confiança, pergunta ao garoto:

        - Qual é o seu nome, amiguinho?
Garoto:
        - Quem está falando comigo? Que brilho é esse que está ofuscando os meus olhos?!!!
Curiosa:
        - Somos estrelas da Galáxia de Andrômeda.
Garoto:
        - Ha! Ha! Ha! Estrelas? Realmente vocês têm um brilho intenso. Mas as estrelas são muito quentes. Estrela é uma bola de fogo.
Geninho:
        - Sim, nós somos estrelas: Uma bola de fogo que atinge milhões de graus. Na Terra, somos chamadas de Sol, a estrela mais próxima do planeta de vocês.


“Sol. Corresponde a 99% da massa do sistema solar. Formado há cerca de 4,6 bilhões de anos, é composto quase inteiramente por gases – 90% de hidrogênio e 9,9% de hélio. A temperatura em sua superfície é de 5.700º.C, e, em seu interior, pode chegar a vários milhões de graus.
Garoto:
        - Para começo de conversa, se vocês fossem estrelas, isto aqui ia incendiar tudo.
Geninho:
        - Nós somos estrelas, sim. Realmente incendiaríamos tudo, pois somos incandescentes, mas pode ficar sossegado que estamos controlando nossa energia.
Garoto:
        - Ainda bem... mas o que estão fazendo aqui no planeta?
Curiosa:
        - Viemos aqui para ver o azul do planeta Terra, por sinal, minha cor preferida.
Geninho:
        - Gostaríamos de saber o seu nome. O meu nome, por exemplo, é Geninho, o Intelectual. Gosto de estar sempre bem informado.
Garoto:
        - Eu me chamo João, mas podem me chamar de Tião.
Vaidosa:
        - Eu me chamo Vaidosa. Gosto de brincos, pulseiras, anéis, colares, brilhantes em geral. São perfeitas para dar um ar moderno em mim e também para eu me admirar no espelho.
Sensato:
        - Eu sou Sensato. Gosto de tudo no lugar, e sou muito prudente e cauteloso.
Medrosa:
        - Eu sou a Medrosa, pois tenho muito medo, estou sempre indecisa.
Curiosa:
        - Eu sou a Curiosa. Sempre desejo ver e saber os segredos alheios e procurar coisas raras e originais.
Sensato:
        - O que você gosta de fazer nas horas de lazer?
Garoto:
        - Mas antes de responder sua pergunta, adorei conhecer vocês. O que eu gosto é de ir à praia, ver o mar e nadar. É o que eu adoro.
Curiosa:
        - Então é pra lá que nós vamos, estou super curiosa.
Garoto:
        - Impossível... temos que atravessar enormes montanhas, e isso leva muito tempo. Eu preciso chegar em casa antes de escurecer.
Geninho:
        - Também temos que ir embora antes de escurecer, fazemos parte do Universo. Voltaremos logo.
Garoto:
        - Mas como vou fazer se não sei voar.
Sensato:
        - Você esqueceu que somos estrelas, vamos até lá em questão de segundos.
Geninho:
        - Sabemos disso, portanto jogaremos nosso pó brilhante em você e, pronto, já sai voando.
Garoto:
        - Hummm!!!
Curiosa:
        - Não fique assustado. Venha voar sem medo.
Geninho:
        - Deixa eu me orientar. Estamos em São Paulo. Ah! já sei, partiremos agora mesmo. Vamos lá!
Garoto:
        - Voar... hum... estou gostando da ideia.
        Falou entusiasmado.
VOANDO

        E assim as estrelinhas jogaram o pó brilhante não Tião e no mesmo instante, num passe de mágica, voaram numa velocidade incrível.
MAR



        E num piscar de olhos o mar aparece.
Garoto:
        - Noooossa, já chegamos, que rapidez!
        - Será que estou sonhando? disse Tião, esfregando os olhos.
Curiosa:
        - Que lindo!!! É azul!!! Vamos descer para ver mais de perto? Vamos, vai... insistiu a estrelinha.
Geninho:
        - Tá certo, temos pouco tempo, precisamos chegar em Andrômeda antes de escurecer, nossa estrela tem que brilhar à noite.
Sensato:
        - Vamos ficar atentos então.
Curiosa:
        - Nossa, que areia fofinha, ela é escorregadia, não para de mexer.
Vaidosa:
        - Vou entrar na água... Bruuu! Que água mais fria, vou magnetizar minha energia e esquentar o mar... Ha! Ha! Assim melhorou. Gosto de água quente.
Medrosa:
        - Hum! A água é salgada?!
        - Nossa mãe, o que é aquilo?


Garoto:
        - Apenas um surfista.
Geninho:
        - Pronto, não dá mais tempo, as horas passam rápido, vamos para outro lugar, enquanto o dia não acaba. Aonde você quer ir, Tião?
Garoto:
        - Queria ver a neve! Parece tão bonita. Eu nunca vi a neve.
Geninho:
        - Então vamos aproveitar o tempo que nos resta, vamos para a Europa.


NEVE

        A rapidez das Estrelinhas era tão veloz que mal saíram de um dia ensolarado e, em instantes, chegaram numa localidade cheia de neve.
Garoto:
        - Incrível, já estou vendo a neve. Que lindo!
        - É espantoso, lá é muito quente e aqui esta nevando, e é muito frio.
Geninho:
        - Realmente, está muito frio, mesmo porque a neve é feita de flocos de gelo.
Garoto:
        - Olha uma montanha de gelo!



Vaidosa:
        - Nossa, que lindo! Sem dúvida, a neve enfeita a paisagem.
Curiosa:
        - Que tal esperar cair aquele bloco de gelo. Aposto que ia fazer um barulhão.
Medrosa:
        - Estou imaginando as ondas enormes se esse bloco caísse.
Geninho:
        - Não podemos esperar cair esse bloco. Isso pode levar muito tempo.
Garoto:
        - Brrrr.... que frio! Estou ficando congelado.
Sensato:
        - Xiiii!!!! Parece que está derretendo rápido demais e o bloco vai cair antes do tempo. Mas o Tião está tremendo, esquecemos que ele não está adaptado a esse clima. Vou jogar meu pó quente e vamos sair já.
        E assim voaram rapidamente.
Sensato:
        - E aí Tião, já está se sentindo melhor?
Garoto:
        - Sim, estou ótimo, voando que nem um pássaro. Vejam, estamos passando pela Amazônia.


Sensato:
        - Quanto verde? Isto é gigantesco... Exclamou muito espantado.
Geninho:
        - A Amazônia é considerada o maior pulmão verde do mundo, o filtro da Terra.
        - E a floresta amazônica tem uma das maiores biodiversidades do planeta.
Curiosa:
        - O planeta Terra é mesmo fenomenal e surpreendente!
Geninho:
        - Como sou uma estrela que vive muitos e muitos anos e sou estudioso, sei que a situação da Terra é preocupante.
Garoto:
        - É verdade, só tenho oito anos e desde já me preocupo com aquecimento do planeta. A Terra está realmente com muitos problemas.




        - Olha, estamos passando pelo zoológico. Eu sempre vou lá, adoro ir lá, é muito legal.

Curiosa:
        - Estou ansiosa para conhecer outros habitantes da Terra.
Geninho:
        - Só podemos voar por cima, já está ficando tarde, e as horas não param.
Vaidosa:
        - Tá certo, meu irmão.

[Este é o leão – “Não dê comida aos animais”]

        - Esse leão é apavorante mas a girafa... que bonitinha ela é, amarelinha que nem eu.
CHUVA

Garoto:
        - Xiii...! começou a chover, vou ficar todo molhado.
Sensato:
        - Não se preocupe, nós secamos você num instante. Vamos curtir o frescor da chuva.
Garoto:
        - Que legal essa chuva, não consigo ver mais que um palmo à minha frente.
Geninho:
        - Não se preocupe, é chuva de verão, passa rápido.
Sensato:
        - Tá vendo o Sol, já está aparecendo.


Geninho:
        - Veja, isto é mágico, um arco-íris.




Curiosa:
        - Nooossa, cada instante uma surpresa. Isso que faz do planeta Terra extraordinário.
Geninho:
        - Pois é, os raios do Sol atravessam as gotinhas de água, aí formam as belíssimas cores do arco-íris.
Garoto:
        - Puxa! Você é bem inteligente.
Geninho:
        - Obrigado, mas antes de irmos embora, vamos dar uma olhadinha no planeta Terra lá do espaço. Você vai ver como ele é bonito.
Garoto:
        - Lá do espaço?! Isso vai ser emocionante.
PLANETA TERRA

Garoto:
        - Que linda!!! Ela é azulzinha, ela é bonita mesmo!!!
Curiosa:
        Por isso que tivemos a curiosidade de conhecer esse lindo planeta.

DE VOLTA
        E assim retornaram.
Geninho:
        - Pronto, já chegamos.
A FLOR


Curiosa:
        - O que é isto?
Garoto:
        - É uma Flor.
Vaidosa:
        - Como ela é colorida. Hum e muito perfumada!
Curiosa:
        - Esta Flor é muito graciosa. Que pétalas macias, será que eu posso levar uma comigo?
Garoto:
        - Claro, aqui no planeta Terra tem muitas flores. Pode levar esta semente que dela vai germinar uma plantinha e nascer uma linda flor.



Curiosa:
        - Muito obrigada.
A LUA
        A Lua havia surgido sem ninguém perceber. A noite as estrelinhas precisam ir embora.


Geninho:
        - Já está ficando de noite. Temos de ir embora, devem estar nos procurando.
Curiosa:
        - Moramos na Galáxia de Andrômeda, é muito distante daqui.
Garoto:
        - Andrômeda! Como ela é?
Geninho:
        - Andrômeda é uma galáxia em espiral, que tem a mesma forma da galáxia onde está situada a Terra, a Via Láctea, e é muito, muito, muito longe daqui.
Sensato:
        - Mas, somos muito velozes, chegaremos em poucos segundos.
        - Nós vamos a todo vapor, viajamos de um modo extremamente rápido.
Garoto:
        - Já sei, vocês viajam na velocidade da luz.
Geninho:
        - É isto mesmo garoto, você é muito inteligente.
DESPEDIDA

Curiosa:
        - Obrigada por tudo, disse a estrelinha Curiosa com lágrimas nos olhos.
        - Você é muito especial.
Vaidosa:
        - Adorei você, disse a estrelinha Vaidosa. Passamos por muitas alegrias na Terra.
Medrosa:
        - Foi muito bom ter vindo. Aprendi a ser corajosa e valente como você, disse a estrelinha Medrosa ao garoto.
Curiosa:
        - Minha intuição estava certíssima, o planeta azul é lindo e você, Tião, é tão maravilhoso.



Geninho:
        - Como estudioso que sou, farei os cálculos necessários e analisarei a hora certa para partir. Tião, vou te ensinar como localizar Andrômeda a olho nu. Assim poderemos nos ver sempre. Retornaremos um dia. Ainda tem muita coisa aqui para se ver.
Sensato:
        - Agora temos que ir, Tião. Já está anoitecendo. Não precisa chorar, você foi um companheirão.
        O Tião, é claro, ficou muito triste, com lágrimas nos olhos.
Garoto:
        - Obrigado por tudo, adorei mesmo. Nunca vou esquecer vocês estrelinhas.
Geninho:
        - Até breve, Tião, voltaremos assim que puder.
        - Já está bem escuro, pagaremos a rota 03.



        Se abraçaram e num piscar de olhos a estrelinhas desapareceram.
NO ESPAÇO

SENHOR COMETA
        Enquanto isso, as estrelinhas voaram a caminho de Andrômeda.


Geninho:
        - Nossa, um cometa vem vindo na nossa direção.
Medrosa:
        - Cometa?
Geninho:
        - Cometa é um astro errante, ele vagueia pelo espaço, girando ao redor do Sol em órbita elíptica, isto é, oval, mas muito, muito, muito alongada.
Cometa:
        - Olá estrelinhas, aonde estão indo com tanta rapidez, perguntou o Senhor Cometa.
Medrosa:
        - Estamos indo para casa.
Cometa:
        - Ha! Ha! Ha! Vocês estão perdidos ou fugindo de casa?
Curiosa:
        - Não estamos perdidos nem fugindo, fizemos uma aventura, fomos até o planeta azul.
        - Sabe como é, brincando também se aprende e aprender pode ser pura diversão.
Geninho:
        - E você, Senhor Cometa, aonde está indo?
Cometa:
        - Estou vagando sem destino, ando pelo espaço inter-estrelar.
Sensato:
        - Você não se cansa de andar pelo espaço sem rumo?



Cometa:
        - Pelo contrário, eu e as inúmeras partículas que me acompanham gostamos desta agitação desde que o mundo é mundo. Vamos curtindo as maravilhas do Universo.
Curiosa:
        - Ah, eu bem que gostaria de ir na sua cauda, acho importante enfrentar os desafios. A curiosidade é uma das muitas motivações da minha vida.
Cometa:
        - Com certeza, minha cauda é meu orgulho. É longa e luminosa, é meu xodó. Venha se juntar a nós e veja como é divertido. Você vai gostar.
Medrosa:
        - Uaaiii... quero ir para a casa.
Cometa:
        - Não precisa chorar, medrosinha. Vai ver que até ia gostar.
Sensato:
        - Infelizmente, temos que ir embora, já estamos atrasados.
Geninho:
        - Agradecemos sua generosa oferta. A sua missão é de viajante; a nossa, de fazermos parte da galáxia.
Cometa:
        - É uma pena... mas ainda a gente se vê por esse mundão.
        E as estrelinhas voaram rapidamente para trás do Senhor Cometa.
        Enquanto isso no planeta Terra.
Garoto:
        - Mamãe, mamãe! gritou o Tião com entusiasmo. Cinco estrelinhas estiveram aqui. Voei como um pássaro, e vi o planeta Terra lá do alto. É azul mesmo!
Ana Magdalena:
        - Esta certo, meu filho. Mas não assista tanta televisão. Criança tem cada imaginação. João, o que é isto, estas pedrinhas brilhante na sua roupa?
Garoto:
        - Eu não falei, esse pó brilhante são das estrelinhas.
Ana Magdalena:
        - Nossa, como brilha. Vou fazer um colar. Vai ficar lindo!
(...)
GALÁXIA DE ANDRÔMEDA
“Galáxia de Andrômeda, orbitada por duas pequenas galáxias.”
Medrosa:
        - Oba!!! Chegamos. Hum! estou com uma fome.
Curiosa:
        - Não falei que ia dar certo, chegamos na hora.
        Mal as estrelinhas chegaram e a mãe delas, Dona Celeste, perguntou:
Dona Celeste:
        - Graças a Deus vocês chegaram. Onde andaram esse tempo todo? Todas as constelações estavam as suas procura.
Curiosa:
        - Fomos até o planeta Terra. Estava muito curiosa.
Dona Celeste:
        - Que ideia é essa? Vocês andaram lendo muitas histórias. É a magia da literatura. Faz parecer que é real mas não é. Não podemos desobedecer a ordem do Universo, nosso lugar é aqui, somos estrelas, e é difícil sair de Andrômeda.
Curiosa:
        - É incrível, mãe, aquele planetinha azul, até trouxemos esse saquinho de terra com sementinhas dentro.


Vaidosa:
        - Pode abrir e veja o que tem dentro, e depois é só espalhar pelo chão.
Dona Celeste:
        - O que é isto? Nossa, onde encontraram? Depois quero que me expliquem direitinho esta história.


Curiosa:
        - Viu como ficou alegre. Ela adora surpresas.
        Assim passaram os dias.
Dona Celeste:
        - Estrelinhas, venham ver o que aconteceu com as sementes que vocês me deram. Olha que surpresa maravilhosa:
        - Vejam que lindas flores!
Medrosa:
        - Agora mamãe só vive ocupada, contemplando o seu jardim. Ela só tem olhos para as flores.
Curiosa:
        - Sabe, estou tendo uma ideia, um pensamento maroto. Minha aguçada curiosidade em explorar novos mundos me deixa feliz. Que tal se a gente for...
        - A propósito, se o senhor Cometa passar por aqui, pegamos uma carona com ele.
Medrosa:
        - Ha! Ha! Lá vem você com essa curiosidade danada. Um dia vai querer explorar o Universo inteiro.
        E assim, no Universo, voltou tudo no mesmo lugar, o conjunto de todos os planetas, cometas, satélites e sóis existentes no espaço. Mas a saudade unia universos tão distintos e longínquos toda a primavera quando pipocavam flores de todas as cores entre sonhos e estrelas.  



Tchau!

Um comentário:

  1. Linda história, mágica como o Universo! Traz a vontade de olhar para o céu e procurar as estrelinhas, os planetas e as estrelas! Nós faz lembrar de cuidar da nossa "casa nave": a Terra. PVanessa

    ResponderExcluir